Cruzeiro para as Bahamas

Cruzeiro pelas Bahamas – Saindo de Miami!

Quando planejava minhas férias de 2014, a intenção era aproveitar ao máximo os preciosos 15 dias. Já tinha tirado o Visto americano e o passaporte estava em dia. O jeito foi conhecer a terrinha do Mickey, sonho de muito tempo. (Leia também: Como Planejar suas férias da Disney)

O Roteiro dessas férias foi o seguinte:

  • 1 semana em Orlando, para aproveitar os parques e tudo o que a Terra da Magia tem a oferecer.
  • 4 dias em Miami, para comprinhas e conhecer Miami Beach.
  • 3 noites em um Cruzeiro para as Bahamas pra relaxar – sombra e água fresca, após a correria dos parques.

“Nossa, mas você deve ter gastado horrores nessa viagem!”.

Gente, nada que planejamento não resolva. Fazer reservas e comprar passagens com bastante antecedência na maioria das vezes é mais vantajoso. Digo “na maioria das vezes”, pois pode surgir alguma promoção relâmpago de passagens aéreas, mas isso nunca é previsível.

Já devem ter reparado que eu sou apaixonada por cruzeiros! Eu não iria perder a oportunidade, estando em Miami, de fazer um cruzeiro para as Bahamas. Não mesmo!rs

O que mais me motivou nisso tudo, foi o preço. No Brasil os cruzeiros são mais caros, tenho quase que certeza que isso é devido às altas taxas portuárias cobradas das Cias. Marítimas de Cruzeiros. Tanto é que no ano de 2015 o número de roteiros pelo Brasil diminuiu assustadoramente. Até o Rei Roberto Carlos, que fazia anualmente um cruzeiro com seu show que lotava de fãs, passará a realizá-lo num Resort no Nordeste. É! Não tá fácil pra ninguém.

Mas voltando ao assunto: Cruzeiro para as Bahamas!

A escolha foi um mini cruzeiro de 3 noites com paradas em CocoCay, uma ilha privativa da Royal Caribbean, e em Nassau, com o navio Majesty of the Seas.

Sabe quanto custou? Menos de R$800. Sim, em Reais, e com todas as taxas inclusas. Um mini cruzeiro no Brasil já chegou a custar esse valor, mas lá por 2009, 2010.

O Navio Majesty of the Seas pesa cerca de 74mil toneladas, capacidade para 2.774 hóspedes e mais de 800 tripulantes. Possui parede de escalada, restaurantes de cozinha asiática e mexicana, além de um Johnny Rockets. E a partir de maio de 2016 o navio será reinaugurado, contando agora com tobogãs e internet free, de alta velocidade, para todos os hóspedes (o que é ótimo, pois a internet no navio é uma fortuna $$!).

Majesty of the Seas

Majesty of the Seas

 

A parada em CocoCay é muito agradável, pois é uma ilha privativa da Royal Caribbean. Então, você passa o dia na Ilha, que além das águas calmas e cristalinas, oferece várias opções de entretenimento e até lojas de souvenirs. O almoço é servido lá mesmo pelos tripulantes da Royal; é tipo um churrasco na praia, com um buffet igual ao do Navio. A Ilha possui infraestrutura para acomodar todos os hóspedes confortavelmente.

Coco Cay

Coco Cay

 

Coco Cay

Coco Cay

 

Island Boss

Island Boss- Coco Cay

 

Nassau é a capital das Bahamas, suas praias também são lindíssimas. Há várias opções de passeios, o destino mais famoso é passar o dia no luxuoso Atlantis, Paradise Island. Mas se quiser ir caminhando pelas ruas de Nassau, rapidamente chegará em várias lojas e no Hard Rock Café.

Bahamas

Bahamas

Hard Rock Café

Hard Rock Café

 

DIVERSÃO A BORDO

Como em todo cruzeiro, a diversão é garantida. Nunca havia feito cruzeiro fora da América do Sul, e achei as atividades a bordo um pouco diferentes (Embora a Diretora de Cruzeiro fosse uma carioca!). Geralmente as opções de lazer no teatro são espetáculos musicais. Neste cruzeiro, em uma das noites, o espetáculo foi Stand up; Pense se eu entendia alguma das “piadas”?

Além disso, geralmente acontece uma espécie de gincana entre os hóspedes. Algumas pessoas são chamadas para participar e fazem aquelas brincadeiras de estouras bexigas com o corpo, etc. Achei que os americanos pegam um pouquinho mais pesado com as brincadeiras do que no Brasil. Quando tocavam “Harlem Shake” então, sai de perto! hehe

Nas festas, os americanos fazem passinhos combinados, igual aos que eram dançados no Brasil na década de 80/90. Divertido de ver! (Pode ser que as músicas dos passinhos fossem músicas antigas também, quem sabe.).

Noite a bordo

Noite a bordo

 

Dicas:

  • Se alugou carro em Miami, tome cuidado na hora de devolver para pegar o Navio. No dia em que íamos embarcar, fomos de carro até o porto. Só que, a devolução do carro deveria ser feita no Aeroporto e não do Porto de embarque. Você vai até o aeroporto e então você pega um transfer do aeroporto até o porto. Ninguém nos avisou, ou até avisaram mas não entendemos (O carro foi alugado pela Alamo).
  • Dê gorjeta ao tiozinho que irá carregar as suas malas , pois ele ficará esperando as “tips”. Tirei umas moedas da bolsa, pois eu não tinha mais dinheiro trocado, e ele quase me xingou!rs
  • Aproveite ao máximo pois Mini cruzeiros são realmente muito curtos.

Se gosta de mar e praias exuberantes, irá gostar das Bahamas! :)

Programe-se e boa viagem!

Mau Moura